Bom Jardim: Um município azarado e vivendo um caos sem precedentes

Moradores não agüentam mais a falta de gestão pública e, principalmente, o respeito com os recursos públicos, cujas improbidades superam todas as expectativas, não sabem mais a quem recorrer. Leiam o relato abaixo:

Boa noite Caio,

Prefeito em exercício Sinego

Prefeito em exercício Sinego

Fornecedores e prestadores de serviços seguem sem receber pagamentos em Bom Jardim. Prefeito em exercício (Sinego – vice presidente da câmara de vereadores) segue mesmos passas da ex prefeita Malrinete Gralhada e continua  sem pagar as dívidas que o município adquiriu, causando assim a paralisação de alguns serviços essenciais ao município como a coleta de lixo.  Depois de inúmeras tentativas frustradas  da empresa Itamaraty para receber as parcelas do contrato que estão em atrasado,  não restou outra alternativa que não fosse paralisar os serviços. Muitos funcionários da empresa foram ao MP para manifestar a indignação com a situação de caos gerada pela falta de pagamento das parcelas do contrato.

Trata-se de pais e mães de famílias que vinham trabalhando diariamente para manter a cidade limpa,  as mesmas estão com salários atrasados devido o município não está honrando com seus compromissos financeiros junto à empresa. Fazendo pouco caso da situação prefeito em exercício

Marlon Mendes - Dono da empresa Itamaraty

Marlon Mendes – Dono da empresa Itamaraty

Vereador Sinego deixa a cidade à beira de um colapso,  e a saúde pública ameaçada pela falta de coleta do lixo urbano.

Povoados e escolas municipais também estão com abastecimentos de água prejudicados porque a empresa  “Casa das Bombas “,  ganhadora da licitação,  também está sem receber pagamento das parcelas do contrato pelo fornecimento de bombas e manutenção dos poços.

Escolas deixaram de abrir as portas na última semana porque não há água para manutenção dos prédios. Também está prejudicada a merenda escolar porque a empresa ” Mamédio Pires de Araújo ” ganhadora da licitação de gás de cozinha também está sem receber pagamento pelos botijões de gás fornecidos para as escolas,  e devido ao atraso no pagamento deixou de fornecer o produto indispensável para o preparo da merenda escolar,  com isso as crianças saem mais cedo das escolas.

Caos total na cidade. O vice presidente da Câmara  ( Sinego ) assumiu o comando do município para sanar os problemas graves que assolam a cidade porém a situação permanece a mesma. E os munícipes seguem com o futuro incerto.img-20161117-wa0050img-20161117-wa0051img-20161117-wa0053Fonte Caio Hostilio

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo