Presidente da OAB: “não há como aceitar uma família de ditadores”

Comentários 0

O presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, reagiu às declarações do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) e afirmou que “não há como aceitar uma família de ditadores”. 

“É hora dos democratas do Brasil darem um basta. Chega”, disse Santa Cruz ao jornal Folha de S.Paulo na noite desta segunda-feira (9).

O filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou no Twitter que, por “vias democráticas”, não haverá as mudanças rápidas desejadas no país.

“Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!”, escreveu.

Em julho, Bolsonaro fez um ataque a Felipe Santa Cruz e afirmou que, “se a OAB quiser”, pode explicar como “o pai dele desapareceu no período militar”. O ocupante do Planalto ficou irritado pela atuação da instituição no caso Adélio, autor da facada no então candidato a presidente na campanha do ano passado. 

“Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele. Não é minha versão. É que a minha vivência me fez chegar nas conclusões naquele momento. O pai dele integrou a Ação Popular, o grupo mais sanguinário e violento da guerrilha lá de Pernambuco e veio desaparecer no Rio de Janeiro”, afirmou Bolsonaro.

Brasil247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *