“Se o doleiro delatar, turma da Lava Jato e advogados de estimação de Moro serão presos”, diz líder do PT

Comentários 0

Segundo o líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), se o doleiro dos doleiros, Dario Messer, “fizer uma delação essa turma da Lava Jato e os advogados de estimação de Moro e Dallagnol serão todos presos. Paludo é a ponta podre do iceberg da Farsa Jato”

O líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), fez uma alerta para efeitos bombásticos que podem surgir com uma eventual delação premiada de Dario Messer, que admitiu propina ao procurador da Operação Lava Jato Januário Paludo, segundo matéria do Uol. “Se o doleiro dos doleiros fizer uma delação essa turma da Lava Jato e os advogados de estimação de Moro e Dallagnol serão todos presos. Paludo é a ponta podre do iceberg da Farsa Jato”, escreveu o parlamentar no Twitter.

De acordo com reportagem especial do jornalista Vinícios Konchinski, a Polícia Federal do Rio de Janeiro obteve conversas apontando que fala à sua namorada, Myra Athayde, sobre o andamento dos processos que responde. Ele diz que uma das testemunhas de acusação contra ele teria uma reunião com Januário Paludo. Depois, afirma ela: “Sendo que esse Paludo é destinatário de pelo menos parte da propina paga pelos meninos todo mês”.

Na rede social, Pimenta afirmou que “o lado oculto da Lava Jato envolvia muito mais coisas que as palestras do DD e o conluio entre Moro e os Golden Boys de Curitiba”. “Por menos no que a delação do doleiro revelou tem gente presa no Brasil”, disse.

“Em 2018 quando surgiram as denúncias da indústria das delações da Lava Jato eu pedi uma CPI. Consegui as assinaturas mas a pressão de Moro, Dallagnol e cia conseguiram impedir. Será que eu estava errado ?? Covardes, moralistas sem moral serão desmascarados”, acrescentou.

 

Brasil247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *