Barra do Corda/MA – Atentado a indígenas da Aldeia Cana Brava deixa 1 morto e 5 feridos

Comentários 0

Um grupo de indígenas da tribo Cana Brava foi alvo de um atentado no início da tarde deste sábado (7), na BR-226, entre os municípios de Barra do Corda e Grajaú. Segundo informações, cinco pessoas foram feridas, entre elas, quatro índios. Um membro da tribo teria sido morto.

De acordo com relatos não-confirmados, lideranças que saíam de uma reunião com a Eletronorte e a FUNAI se deslocavam nas proximidades da aldeia El Betel, quando um veículo de cor branca e de vidro espelhado, modelo Chevrolet Celta, diminuiu a velocidade ao se aproximar do grupo. De dentro do carro partiram os tiros que feriram quatro índios, um não-indígena e feriu mortalmente mais um índio.

O indígena Firmino Silvino Guajajara, que estava em uma motocicleta que trafegava pela BR-226, quando foi atingido pelos disparos. Um índio identificado como Nelsi Guajajara, que estava com ele, também foi alvejado na perna, mas não corre risco de morte.

“Ele [o carro]passou devargazinho perto de nós ali e quando chegou perto de nós ele atirou, deu dois tiros. E ele ainda atirou nele ali [Firmino Guajajara]”, disse Nelsi Guajajara que foi baleado na perna e não corre risco de morte

A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihop). Ao G1/MA, o secretário de Estado em exercício de Direitos Humanos, Jonata Galvão, informou que as polícias Militar, Civil e a Fundação Nacional do Índio (Funai) já foram acionadas e estão no local. A Superintendência da Polícia Federal também já foi informada sobre o caso.

Entre os mortos, está o indígena Firmino Silvino Guajajara, que estava em uma motocicleta que trafegava pela BR-226, quando foi atingido pelos disparos. Um índio identificado como Nelsi Guajajara, que estava com ele, também foi alvejado na perna, mas não corre risco de morte. O outro índio que morreu durante a ação ainda não foi identificado.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, Nelsi Guajajara conta que foi surpreendido por um veículo de cor branca que disparou diversas vezes contra a motocicleta onde ele estava.

“Ele [o carro]passou devargazinho perto de nós ali e quando chegou perto de nós ele atirou, deu dois tiros. E ele ainda atirou nele ali [Firmino Guajajara]”, disse Nelsi Guajajara.

diariosulmaranhense

Os comentários estão desativados.