Assessor especial e amigo de Temer pede demissão após delação da Odebrecht

José Yunes é acusado pelo delator da Odebrecht de receber quantia milionária para a campanha de 2014 do PMDB.

 

yunes
Yunes é mais um nome de confiança de Temer a deixar o governo
O governo Temer perde mais um dos nomes de confiança do presidente. O assessor especial e amigo de Michel Temer, José Yunes, pediu demissão nesta quarta-feira (14).
 
 Marcelo Odebrecht confirma repasse de R$ 10 milhões
 
Yunes é acusado pelo delator da Odebrecht, o ex-executivo da empresa Cláudio Melo Filho, de receber R$ 4 milhões para a campanha de 2014 do PMDB. De acordo com a delação, Temer teria pedido à empreiteira um total de R$ 10 milhões.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo