Blog Eudes Félix – Fatos dos Municípios - Blog Eudes Félix – O Maranhão em suas mãos

Codó/MA – Pesquisa aponta o Pré-candidato a Estadual Pedro Neres e o Pré-candidato a Federal Delegado Rômulo como os preferidos dos eleitores codoenses.

Pesquisa realizada pelo Instituto MBO, no município de Codó, que avaliou os principais nomes para disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa, apontou o que muita gente já comentava pela cidade. Dr. Pedro Neres deve ser o mais votado no município.

De acordo com a pesquisa, que ouviu 600 eleitores entre os dias 16 e 18, Pedro Neres deve ser o mais votado para o cargo de deputado estadual, com 26,5% das intenções de votos. Atrás dele, está o ex-prefeito Francisco Nagib, com 25,1%; César Pires com 8%; Ricardinho com 6%; Adelmo Soares com 2%; Amarildo com 1% e não sabem, 31,4% dos entrevistados. 

Os números confirmam recente análise feita pelo blog, que trouxe o histórico de outras eleições e revelou a possível vitória de Pedro Neres no município de Codó.

No cenário para o cargo de deputado federal, Dr. Rômulo deve ser o mais votado, com 27,1% dos votos, seguido por Pedro Belo com 16%;  Camilo Figueiredo com 8%; Dr. Guilherme com 7%; Edilázio Júnior com 6%; Márcio Jerry com 4%; Mario Braga com 2%; Cabo Bezerra com 2%; Capitão Jurandir com 1% e não sabem ainda, 26,9% dos entrevistados.

A pesquisa foi registrada no TSE sob  número 2016/2022, tem nível de confiança de 96% e margem de erro de 3,21% para mais ou para menos. Informações maramais

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

Brasília – Em cerimônia, Bolsonaro manda Moraes se levantar antes de cumprimentá-lo

O presidente Jair Bolsonaro (PL) surpreendeu a todos e ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) ao conceder-lhe um abraço nesta quinta-feira (19/5). Antes de cumprimentá-lo Bolsonaro faz o ministro do STF se levantar.

Enquanto ia diplomar os novos ministros do Superior Tribunal do Trabalho (TST), Bolsonaro cumprimentou Moraes com um abraço. Antes da ação, ele estava sentado ao lado do presidente do TST olhando apenas para frente. O ministro estava sentado a esquerda.

Nos últimos dias os dois estão em um verdadeiro pé de guerra relacionado, especialmente às eleições e a processos que o ministro é relator no Supremo Tribunal Federal (STF), como o das fake news.

Na segunda-feira (16/5), Bolsonaro ingressou no STF com uma notícia crime contra Alexandre de Moraes por abuso de autoridade .

“Ajuizei ação no STF contra o Ministro Alexandre de Moraes por abuso de autoridade, levando-se em conta seus sucessivos ataques à Democracia, desrespeito à Constituição e desprezo aos direitos e garantias fundamentais”, escreveu Bolsonaro.

Na quarta-feira (18/5), o prosseguimento da denúncia chegou ao fim. O ministro do Supremo Dias Toffoli afirmou que os argumentos do chefe do Executivo “não constituem crime e que não há justa causa para o prosseguimento do feito” e rejeitou a ação.

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

São Luís/MA – Governo Brandão leva ações do Saúde na Praça ao Coroadinho

O Governo do Estado levou para o Coroadinho as ações do Programa Saúde na Praça. Os serviços foram disponibilizados nesta quinta-feira (19), na Praça do Bom Jesus. A ação, executada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) em parceria com a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), facilitou o acesso de moradores da região a consultas especializadas e outros serviços de saúde.

O secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes, acompanhou os atendimentos e reforçou a importância da iniciativa. “O Saúde na Praça é uma grande ação de grande impacto que continua no governo Carlos Brandão. É um trabalho que aproxima o poder público estadual do cidadão, do verdadeiro usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), reforçando a saúde preventiva”, enfatizou Tiago Fernandes.

Durante o Saúde na Praça no Coroadinho, foram disponibilizadas para a população da região consultas em especialidades como Clínica Geral, Pediatria e Ginecologia, além de serviços como aferição de pressão e glicemia, exames preventivos (Papanicolau), vacinas do calendário anual e testes rápidos (Hepatites, HIV/AIDS e Sífilis).

“Realizamos ações do programa em pontos estratégicos. Avaliamos, por exemplo, a necessidade do bairro e a densidade populacional. O governador Carlos Brandão tem nos pedido para intensificar essas ações e é isso que estamos fazendo, levando saúde com muita alegria e dedicação para atender a população”, reforçou o presidente da EMSERH, Marcello Duailibe.


Os serviços beneficiaram pessoas como a dona de casa Cristiane Aldenora, que levou a filha Ághata, de 4 anos, para consultar com um pediatra e aprovou a iniciativa. “Minha filha está com uma alergia no corpo e eu trouxe ela para consultar. Mais fácil e mais prático, mais próximo de casa. Achei muito legal essa ação. Ajudou muitas pessoas”, avaliou positivamente a dona de casa.

Quem também saiu satisfeito foi o eletricista Raimundo Nonato Diniz Alves, de 58 anos. “Essa ideia foi muito legal para a comunidade que precisa muito. Não temos como ter um plano de saúde para consultar. Essa ação do Governo é muito boa. Aqui, eu consegui consultar com um clínico geral. Que venha mais vezes para o nosso bairro, porque tem muita gente carente, muita gente que precisa”, elogiou o eletricista.

O Programa Saúde na Praça foi criado com a proposta de facilitar o acesso à saúde e ampliar os atendimentos em várias regiões. Desde que o programa iniciou, em agosto do ano passado, já foram realizados 118.786 mil atendimentos. O balanço das ações aponta que, em 2022, já foram realizados mais de 10 mil atendimentos.

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

São Luís/MA – Homem é morto a tiros enquanto cortava grama em frente à um prédio no Recanto dos Vinhais

Um homem de 27 anos foi morto a tiros enquanto cortava a grama em frente à um prédio, nesta quinta-feira (19), no Recanto dos Vinhais, em São Luís. O crime aconteceu por volta das 11:40h.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma testemunha contou que Marcos Antônio Correa Ferreira estava cortando grama na frente de um prédio, quando foi abordado por um homem. Houve uma discussão e a vítima acabou sendo baleada no tórax.

O suspeito fugiu em uma motocicleta, de marca e placa não identificadas.

O Samu foi até o local, onde constataram a morte do jovem. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

A Polícia Militar realizou buscas, mas o suspeito não foi encontrado. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

São José de Ribamar/MA – Homem é preso após quebrar o braço da ex-companheira

Homem de 49 anos foi preso na tarde de quarta-feira (18), na Estrada da Mata em São José de Ribamar, após agredir e ameaçar a ex-companheira.

Ex-companheiro agrediu a mulher (Foto: reprodução)

A vítima, de 24 anos, procurou a Delegacia Especial de São José de Ribamar, pertencente ao Saisp Leste, para denunciar o agressor. A mulher apresentava escoriações no corpo, inclusive com um braço quebrado, que teria sido durante as agressões do suspeito na sua residência no bairro Quinta.

Segundo a vítima, o homem não aceita o fim do relacionamento.

Diante dos fatos, o suspeito foi preso e autuado em flagrante pelos crimes de ameaça, perseguição, injúria, lesão corporal e violência patrimonial agravados na Lei Maria da Penha.

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

São Luís/MA – Filme sobre maranhense, “Pureza”, estreia na quinta-feira (19)

Vencedor de 28 prêmios nacionais e internacionais, o longa “Pureza”, protagonizado por Dira Paes, estreia em todo o Brasil no dia 19 de maio.

Dirigido por Renat Barbieri e produzido por Marcus Ligocki Jr, o filme é inspirado na história real de Dona Pureza, uma mãe maranhense que, durante três anos, desafiou todos os perigos para encontrar seu filho e se tornou um símbolo do combate ao trabalho escravo contemporâneo.

Sua trajetória de luta foi reconhecida internacionalmente e, assim, em 1997, recebeu em Londres o Prêmio Antiescravidão oferecido pela organização não governamental britânica Anti-Slavery International, a mais antiga organização abolicionista em atividade.

O filme “Pureza” emociona e chama atenção para uma das causas mais importantes no Brasil e no mundo: a erradicação do trabalho escravo contemporâneo.

É um filme de impacto que pretende criar o ambiente propício para a sensibilização e conscientização da sociedade brasileira para essa realidade no País, conclamando a sociedade brasileira a engajarse pela definitiva erradicação do trabalho escravo contemporâneo e a promoção do trabalho digno no Brasil.

“Pureza tem carga de realidade suficiente para despertar a sociedade brasileira para a tragédia do trabalho escravo contemporâneo e ainda atuar de forma preventiva para essa situação. Quando um trabalhador comum assiste este filme, ele entende a mecânica do trabalho escravo, como acontece o aliciamento, por que seus documentos são confiscados. Estamos fazendo sessões em regiões vulneráveis para aumentar a consciência do país sobre esse gravíssimo problema que afeta a dignidade humana. É necessário abrir os olhos e o coração da sociedade brasileira para o trabalho escravo. Precisamos virar essa página dramática de nossa História”, diz Renato Barbieri, diretor do filme.

O longa-metragem é um filme ficcional com um processo inédito de engajamento social desde sua viabilização, que conta, até agora, com a participação de mais de 85 organizações atuantes na causa.

É uma produção de Gaya Filmes e Ligocki Entretenimento, com direção de Renato Barbieri, produção de Marcus Ligocki Jr., distribuição da DownTown e Paris Filmes e o protagonismo da grande atriz Dira Paes como Pureza.

So­bre Do­na Pu­re­za

Pureza foi premiada em Londres pela Anti-Slavery International, que combate o trabalho escravo no mundo todo. (Foto: Reprodução)

Pureza Lopes Loyola nasceu em Presidente Juscelino, município a 85 km de São Luís, e se mudou para Bacabal, a 240 km da capital, onde o marido tinha parentes.

Com o fim do casamento, a sobrevivência passou a depender da olaria e da venda de tijolos na qual trabalhava ombro a ombro com seus cinco filhos. Evangélica, alfabetizou-se aos 40 anos com o objetivo de ler a Bíblia.

Em 1993, depois de meses sem notícias do filho caçula, Antônio Abel, que partira em busca da sorte no garimpo, Pureza decidiu seguir seu rastro.

Com a roupa do corpo e munida de uma bolsa, sua Bíblia e uma foto de Abel, Pureza estava decidida a encontrá-lo vivo ou morto. Sabia apenas que ele tinha ido ao Pará.

Em sua busca determinada por Abel, Pureza visita fazendas e descobre um perverso sistema de aliciamento e escravidão de trabalhadores “contratados” para derrubar grandes extensões de mata nativa a fim de converter a área em pastagem para o gado.

De fazenda em fazenda, Pureza conheceu de perto o drama dos peões, tornando-se amiga e confidente de muitos trabalhadores.

Conheceu por dentro o sistema pelo qual os empregadores confiscavam documentos de identidade dos empregados e tornavam-nos totalmente dependentes dos encarregados para obter roupa, comida e produtos básicos. Ouviu relatos dramáticos de trabalhadores que poderiam ser mortos se tentassem se rebelar ou fugir.

Com a ajuda da Comissão Pastoral da Terra – a CPT, Pureza entrou em contato com o Ministério do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho no Maranhão, no Pará e em Brasília. Chegou a escrever cartas para três presidentes da República: Fernando Collor, Itamar Franco (o único que lhe respondeu) e Fernando Henrique Cardoso. Até hoje, ela guarda uma cópia de cada uma dessas cartas.

A batalha de Pureza para encontrar Abel deu impulso decisivo à criação, em 1995, do Grupo Especial Móvel de Fiscalização, que uniu auditores-fiscais do trabalho, policiais federais e procuradores do trabalho para viabilizar o cumprimento da lei e a observância de direitos trabalhistas em todo o território nacional.

Em 1997, Pureza recebeu em Londres o Prêmio Anti Escravidão da Anti-Slavery International, a mais antiga organização de combate ao trabalho escravo em atividade no mundo.

Hoje, Abel vive em Bacabal com Pureza e a família. Entre 1995 e 2021, o Grupo Móvel libertou mais de 57 mil trabalhadores em condições análogas à escravidão.

Em 2018, segundo estimativas da Walk Free Foundation, 369 mil pessoas foram submetidas à escravidão no Brasil.

No mesmo ano, segundo a OIT, 40,3 milhões de pessoas foram submetidas à escravidão no mundo. A política de combate ao trabalho escravo no Brasil se tornou referência mundial. Atualmente, o combate ao trabalho escravo enfrenta retrocesso no atual governo federal e no Congresso. Informações oimparcial

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

Lula diz que vive nova etapa na vida, “de união, esperança e muito amor”

O ex-presidente Lula divulgou na tarde desta quinta-feira (19) nas redes sociais uma nova foto do seu cansamento com a socióloga Rosângela Silva, a Janja. Ao lado da esposa, Lula definiu sua fase da vida: “Uma nova etapa na vida, de união, esperança e muito amor”.

Luiz Inácio Lula da Silva e Rosângela da Silva, a Janja, casaram-se na noite desta quarta-feira (18), em São Paulo. A cerimônia foi fechada. Contudo, pelas redes sociais, foram transmitidos alguns momentos da chegada de convidados ao evento. A cerimônia foi conduzida pelo bispo emérito de Blumenau (SC), dom Angélico Sândalo Bernardino, um velho amigo de Lula. “Amai-vos uns e não armai-vos”, costuma dizer. Janja comemorou o dia. “Ninguém mais feliz que eu e você. Hoje é dia de celebrar o nosso amor. Que o vento venha nos abençoar e carregar todo mal para longe de nós!”

Janja é socióloga formada na Universidade Federal do Paraná e militante do PT desde 1983. O relacionamento deles veio a público em 2019, durante a prisão do ex-presidente na Polícia Federal do Paraná, em Curitiba. Lula foi encarcerado pelo então juiz Sergio Moro, que foi declarado suspeito pela Justiça brasileira e pela ONU por sua ação contra Lula. Moro foi ministro de Bolsonaro após garantir que o petista não disputasse o pleito em 2018.

O PT, que tem Lula entre seus fundadores, em 1981, se manifestou sobre a data. “Em um Brasil assolado pelo ódio, o desrespeito, a intriga, manifestar o amor é um ato de coragem, um ato necessário para o país. Felicidades para nosso presidente Lula e para nossa querida Janja! O Brasil vai voltar a ser o país do amor e da esperança”, disse o partido em nota. Desde que o relacionamento se tornou público, não houve um discurso em que Lula não aproveitasse a oportunidade para se declarar.

O casamento recebeu 150 convidados, e todas as despesas serão pagas com recursos próprios. Entre os convidados para a cerimônia, estão: o músico, ex-ministro e membro da Academia Brasileira de Letras Gilberto Gil, sua filha Bela Gil, chef de cozinha, o economista e ex-BBB Gil do Vigor, o fotógrafo e amigo de Lula Ricardo Stuckert, a sambista Teresa Cristina e o jurista Augusto de Arruda Botelho, entre outros diferentes nomes da arte e da política.

As atenções também foram voltadas para o vestido da noiva, que foi dado a Janja de presente pelas estilistas Helô Rocha e Camila Pedrosa. A peça foi bordada por profissionais cooperativadas de Timbaúba dos Batistas (RN). “O compromisso de ambos revela também o compromisso fundamental do Brasil do trabalho e da cultura”, afirma comunicado de Lula.

“Simbolo da união de uma vida pela responsabilidade com os trabalhadores (…) Reconhecidas mundialmente pela originalidade, excelência e cuidado com o trabalho, as artesãs do Seridó sobrevivem por meio de um trabalho em cooperativa nascido através da cultura popular da região. Durante seus mandatos, Lula criou diversas políticas de geração de empregos e inclusão social, entre elas o estímulo ao trabalho das cooperativas”, continua o comunicado.

Desta forma, torna-se simbólico o vestido trabalhado por estas artesãs, e usado por Janja, que marcam uma política de estímulo à cultura e ao trabalho justo, honesto e criativo. “Seus governos (dirigindo-se a Lula) forneceram condições para que os trabalhos de cooperativados de preservação cultural encontrassem subsistência contribuindo imensamente para que o Brasil saísse da situação de insegurança econômica histórica”, explica. Um dos resultados destes trabalhos foi a retirada do Brasil do Mapa da Fome da ONU, para onde voltou sob comando de Jair Bolsonaro.

“Ao se casarem com um vestido feito por uma cooperativa de artesãs de fundamental importância cultural, Janja e Lula acenam para o amor que têm pelo Brasil, pela cultura e pelo trabalhador. É como a gente sempre diz, o amor vai vencer o ódio”, completa o informe.

Brasil247

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK