Ex-namorado, que pode ter causado o suicídio de universitária, tenta se matar

A família do ex-namorado da estudante de Ciências Sociais, Bruna Borges, de 19 anos, que se suicidou e transmitiu ao vivo a própria morte, tentou ontem contra a própria vida. Na sua rede social, Bruna disse que vivia uma relação de humilhação, subjugada, e mal tratada. Os pais dela foram encontrados mortos dois dias depois, também por suicídio.

O ex-namorado foi encontrado desacordado pelos pais e levado para o Pronto Socorro de Rio Branco, no Acre, na tarde de ontem, sábado. Ele tentou o suicídio, mas o estado é estável, sob o acompanhamento dos país.

Pai e mãe de Bruna

Bruna filmou o próprio suicídio, quarta feira passada, dia 26 deste, e conseguiu colocar no Instagran, não sem antes alegar que vivia um relacionamento abusivo e que era humilhada diariamente.

Dois dias depois, o subtenente Marcio Brito, de 45 anos, e a ex-sargento Claudineia Borges, 49 anos, foram encontrados mortos de mãos dadas. São os pais de Bruna.

A polícia acredita que o suicídio tenha sido combinado. O subtenente matou a mulher e depois se suicidou.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo