MPF abre inquérito para apurar combate às fake news pelas plataformas

O Ministério Público Federal abriu um inquérito civil público com o intuito de investigar as medidas contra a disseminação de fake news adotadas pelas principais redes sociais e aplicativos de troca de mensagens em uso no Brasil.

“As empresas responsáveis pelo Whats[A]pp, Telegram, Facebook, Instagram, Twitter, TikTok e YouTube terão que esclarecer como estão atuando contra práticas organizadas de desinformação que colocam em risco a saúde da população e o funcionamento das instituições democráticas”, informou o MPF, de acordo com o site O Antagonista. O inquérito foi instaurado pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, vinculada ao MPF, em São Paulo.

Ainda segundo o MPF, as empresas terão um prazo de dez dias para informar “as providências voltadas a detectar e combater ações como a produção de conteúdos falsos, o disparo de mensagens em massa e o uso de robôs e perfis fictícios”.

 

Brasil247

 

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

Fatos dos Municípios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo