Senador aliado de Temer, admite que governo é corrupto mesmo e faz balcão de negócios

Um dia após ver sua reforma trabalhista derrotada por 10 votos a 9 na CAS (Comissão de Assuntos Sociais), o governo retaliou nesta quarta-feira (21) ao menos um dos senadores aliados que votaram contra o relatório de Ricardo Ferraço (PSDB-ES).

Chamando o governo Michel Temer de “corrupto” e acusando do Palácio do Planalto de fazer um “balcão de negócios” em uma “retaliação terrível”, o senador Hélio José (PMDB-DF) criticou a demissão de dois de seus indicados no DOU (Diário Oficial da União).

Foram publicadas nesta quarta a exoneração de Vicente Ferreira do cargo de diretor de planejamento e avaliação da Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste) e de Francisco Nilo Gonsalves Júnior, que era superintendente da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) no Distrito Federal.Em agosto do ano passado, foi divulgado um áudio em que Hélio José defende a indicação de seu ex-assessor para o cargo na SPU, afirmando que nomeava “a melancia que quiser” para o posto e que quem não “estiver com ele” pode “cair fora”.

(…)

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo