217 bilhões foram sonegados no Brasil em dois anos, o equivalente a 10 Lava Jatos

A sonegação fiscal no Brasil atingiu a marca de R$ 217 bilhões até o inicio da noite desta terça-feira (2), desde o início de 2015. O montante, divulgado em tempo real pelo “sonegômetro”, painel online que contabiliza o valor em impostos sonegados no País, revela a quantidade de dinheiro que deixa de ser arrecado. O crime tributário de sonegação prejudica o país e compromete seu crescimento.
Na avaliação do cientista político Michel Zaidan, ” é um dinheiro devido que poderia amenizar, por exemplo, a dívida pública”. O registro da sonegação ultrapassa o corte feito no Orçamento Geral da União, no valor de R$ 69,946 bilhões. O governo federal adotou o contingenciamento como parte do ajuste fiscal para equilibrar as contas públicas do país.

De acordo com Michel Zaidan, a proposta do ajuste fiscal aconteceu devido à dificuldade de arrecadação. “No Brasil, a sonegação dá lucro para as empresas, mas para a União traz prejuízos. Toda receita que não é recebida no cofre da União em um momento de ajuste como este, faz toda a diferença”, explica.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo