Abuso de poder político e econômico durante a campanha eleitoral de 2016: Justiça cassa prefeito de Magalhães de Almeidaq48

O juiz Isaac Diego Silva, da 51ª Zona Eleitoral, cassou os diplomas do prefeito e do vice-prefeito de Magalhães de Almeida, respectivamente, Tadeu de Sousa (PMDB) e Francisco das Chagas Vieira (PP). A dupla foi acusada, em Ação de Investigação Judicial Eleitoral, de abuso de poder político e econômico durante a campanha eleitoral de 2016. Além de cassados, eles foram considerados inelegíveis por oito anos e condenados ao pagamento de multa de mais de R$ 55 mil. O vereador Antônio Castro também teve o diploma cassado e punido com inelegibilidade. Mesmo com as irregularidades, Tadeu de Sousa venceu a eleição com apenas 80 votos de vantagem sobre seu adversário, Costa Júnior (PCdoB). O peemedebista teves 4.895 votos, contra 4.815 do comunista. Como a votação do prefeito cassado foi superior a 50% dos votos válidos, Magalhães de Almeida deve ter nova eleição, caso o TRE-MA confirme a decisão do juiz de base. Veja abaixo a sentença

SENTENÇA pt. 01

SENTENÇA pt. 02q48

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo