Braide lamenta veto do governador que prejudica as mulheres do MA

Do blog do Jorge Aragão

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) segue sendo vítima da ira do governador Flávio Dino (PCdoB). O parlamentar teve mais um Projeto de Lei de sua autoria, aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa, vetado injustificavelmente pelo governador.

Nesta quarta-feira (07), Braide utilizou a Tribuna da Assembleia Legislativa para lamentar o veto do governador Flávio Dino ao Projeto de Lei 070/2017, que destinava, por meio dos órgãos competentes, até 20% dos encaminhamentos mensais de mulheres vítimas de violência doméstica para concorrerem a vagas de empregos formais no Maranhão.

Braide, desde a aprovação do seu projeto, deixou claro que a ideia era evitar que as mulheres vítimas de violência doméstica seguissem se submetendo a esse tipo de situação meramente pela questão financeira.

“Uma pesquisa do Instituto Data Senado demonstrou que 70% das mulheres que continuaram se submetendo a essa situação de violência é porque dependiam financeiramente de seus companheiros. O que queremos com o projeto aprovado hoje nesta Casa, é assegurar, no mínimo, 20% dos encaminhamentos mensais de mulheres vítimas de violência doméstica para concorrerem a vagas de empregos formais. Essa é uma forma concreta de mudar a triste realidade de quem vive nesse tipo de situação”, justificou o deputado.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo