Codó/MA – Caso da “eleitora fantasma” será apurado pela Polícia Federal

A Polícia Federal será responsável pela apuração de fraude em inscrição eleitoral ocorrida em Codó.

De acordo como documento obtido pelo Diário Codoense, trata-se de informação do cartório eleitoral de Codó (MA) comunicando que no dia 07/10/2021, verificou-se impossibilidade de lançar o óbito da eleitora SEBASTIANA DA COSTA SILVA, falecida em 04/05/2018.

O sistema não permitiu o registro do óbito, sob a justificativa de que a eleitora teria comparecido, no dia 13/08/2021, ao cartório eleitoral para realizar Operação Revisão em sua inscrição eleitoral.

O Cartório Eleitoral juntou gravação do dia, e confirmou o atendimento a duas pessoas: uma idosa eleitora e um senhor que se apresentava como seu genro.

Foi coletado também o depoimento do servidor responsável pelo atendimento, que após visualizar as imagens, conseguiu lembrar e apresentar detalhes do referido dia.

Diante de evidente fraude na inscrição eleitoral, a Juíza Eleitoral de Codó, Flávia Pereira da Silva Barçante, determinou o envio dos autos ao MPE, e este opinou pelo cancelamento da inscrição eleitoral e pela remessa dos autos à Autoridade Policial, para fins de instauração de inquérito policial.

Assim sendo, a Juíza deferiu o pedido do MPE e determinou o encaminhamento dos autos à Polícia Federal de Caxias (MA) para apurar a prática de ilícito penal eleitoral decorrente da conduta de pessoa que se fez passar por eleitor já falecido.

Fatos dos Municípios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo