“Dinheiro a vereadora serviu para comprar a eleição da Câmara de Centro Novo”, diz Dep. Cutrim

Em pronunciamento feito na sessão desta quarta-feira (24) na Tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) afirmou que os R$ 40 mil recebidos pela vereadora de Centro Novo do Maranhão, Robevânia Maria da Silva (PSC), como ela mesmo relata em áudio divulgado com exclusividade pelo Blog do Domingos Costa (REVEJA), foram usados para comprar a eleição da presidência da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores daquela cidade.

A eleição foi realizada inicio deste ano, ocasião que segundo o deputado, ocorreu a ilegalidade envolvendo também outros vereadores que votaram no senhor Sinomar Farias Vieira, o Mazinho (PMDB), para presidente do parlamento municipal.

Cutrim disse que pelos áudios não existem qualquer dúvida: “A vereadora Robervânia confessa vários tipos de crimes, dentre eles, o recebimento de R$ 40 mil do presidente da Câmara Municipal para votar na sua chapa que acabou consagrando-se vencedora”, afirmou o parlamentar.

Raimundo Cutrim informando ainda, que já repassou o áudio ao Procurador Geral de Justiça para que ele mande apurar a veracidade da denúncia.

Ver. Mazinho deu R$ 40 mil para a vereadora Robevânia votar em sua chapa na eleição da Câmara. E os outros parlamentares, quanto receberam?

“Se essa denúncia for verdadeira é um fato grave e que tem que ser cortado pela raiz. Nós não podemos deixar que em pleno século XXI, se comprem votos de vereadores e de deputados para votar ou trocar favores”, acentuou Cutrim.

O deputado da base do governador Flávio Dino completou: “Ali se vê crimes de corrupção ativa, passiva e também atos de improbidade administrativa. O Ministério Público tem a obrigação e o dever legal de tomar providências”.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo