Jovem negro vendedor de balas é morto por policial que achou que fosse assaltante

O vendedor de balas Yago Macedo, de 21 anos, morreu baleado em frente à estação das barcas no Centro de Niterói, Região Metropolitana do Rio, no início da tarde desta segunda-feira (14).

Segundo testemunhas, um policial militar à paisana e o vendedor ambulante começaram a discutir depois que o trabalhador começou a oferecer seus produtos. O policial teria “se assustado” com o jovem.

“Quando os policiais chegaram no local, meu primo ainda estava com vida. Então, se tivessem retirado ele o mais rápido possível, dava para salvar a vida dele, mas infelizmente é vendedor de bala, é só mais um”, lamentou o primo do rapaz.

Em nota, a Polícia Militar informou que o agente estava de folga e reagiu a uma tentativa de roubo na Praça Arariboia.

Diversos políticos da região denunciam o racismo do crime nas redes sociais. 

O caso acontece menos de dez dias depois do assassinato do congolês Moïse Kabamgabe, de 24 anos, na Barra da Tijuca, após ser linchado por três homens. Ele havia ido cobrar seu salário atrasado. O caso causou comoçou até fora do Brasil. 

Após o assassinato, mais uma agressão policial contra um homem negro: imagens do jornalista Rodrigo Gomes, do SBT, registraram um homem sendo agredido por um Guarda Municipal mesmo depois de ser imobilizado pela PM. Ele protestava contra a morte de Iago.

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

Categoria: Notícia Geral