MAIS PIROTECNIA! TRF-4 Terá Atiradores De Elite E Bloqueio Aéreo, Terrestre E Naval Em Suas Proximidades

O secretário de Segurança do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer, deu na manhã desta segunda-feira alguns detalhes do plano que está sendo montado para o julgamento do ex-presidente Lula, que acontece em Porto Alegre no dia 24.

Apesar de não revelar o número do efetivo que será usado na operação, o secretário disse que haverá um bloqueio “aéreo, terrestre e naval” nas proximidades do Tribunal Regional Federal da 4ª Região a partir da tarde desta terça-feira, dia 23.

A partir das 12h o bloqueio será parcial e, no final da tarde, completo. Só terão acesso ao local autoridades públicas, forças de segurança e servidores credenciados.

Além do espaço aéreo e terrestre, o bloqueio naval também se fez necessário devido à proximidade do TRF com o lago Guaíba.

Ainda de acordo com o secretário, o perímetro do tribunal será monitorados por cerca de 150 câmeras de segurança, uma vez que os equipamentos da Polícia Rodoviária Federal, Estado e município, estão integrados.

Haverá também três plataformas elevadas de observação e atiradores de elite posicionados na área.

Os atiradores, além de entrar em ação no caso de uma emergência, também farão gravações de vídeo e fotografias dos manifestantes.

Para garantir o deslocamento dos desembargadores que vão julgar o ex-presidente, a PRF e as forças de segurança locais poderão usar batedores no trajeto. Caso ainda assim a situação se complique, helicópteros da polícia serão usados para o transporte.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo