Blog Eudes Félix – Fatos dos Municípios - Blog Eudes Félix – O Maranhão em suas mãos

AGUIARNÓPOLIS/TO – MP UNIFICA INVESTIGAÇÕES CONTRA O PREFEITO WANDERLY E AUXILIARES POR DENÚNCIAS DE FORMAÇÃO DE QUADRILHA E ESQUEMAS DE DESVIOS MILIONÁRIOS NA PREFEITURA

Agora em janeiro, com a anexação de mais um Procedimento, de acordo com a movimentação no seu portal oficial, o Ministério Público do Tocantins, MPTO, unificou as investigações contra o prefeito Wanderly Leite, a sua vice Dete Cabral, secretários e assessores em  3 denúncias que apontam a existência de esquemas de desvios milionários, via administradoras de cartões, que beneficiariam parentes de integrantes da Prefeitura de Aguiarnópolis-TO, os próprios secretários, vereadores e outros cupinchas. Somados, os contratos para fornecimento de serviços de manutenção, peças automotivas e combustíveis podem drenar mais de R$ 3 milhões e 100 mil reais dos cofres públicos municipais.

Rogo a vossas exelencias a invetisgação a fundo, diversos cidadões Aguiarnopolinos estão descofiados com suposto desvio de verbas e formação de quadrilha, tendo como supostos integrantes o presidente da CPL Sr. Joaquim Manoel Miranda Alves e o prefeito Sr. Wanderly dos Santos Leite, agradeço em manter meus dados em sigilo por medo de perseguição”, avisa uma das denúncias.

O prefeito Wanderly, Dete Cabral e o secretário de Finanças, Elias Miranda, já confirmaram ao MPTO o envolvimento de empresas de familiares em um esquema que pode movimentar até R$ 1.092.355,88 (um milhão, noventa e dois mil, trezentos e cinquenta e cinco reais e cinquenta e cinco centavos), por meio de uma administradora de cartões, para fornecimento de peças e manutenção de veículos.

Dete Cabral confirmou que o filho Jailson é o proprietário de uma das empresas cadastradas para receber valores do até mais de R$ 1 milhão do esquema, mas embalou numa  justificativa similar a do prefeito Wanderly: ‘a empresa do meu filho não possui nenhum contrato com o município’. E empurrou toda responsabilidade para a administradora de cartões.

Pelo mesmo caminho foi o secretário de Finanças, Elias Miranda, que confirmou a empresa do irmão como uma das cadastradas para receber os até mais de R$ 1 milhão do esquema de gastos com cartões da Prefeitura de Aguiarnópolis.

Outro contrato que o MPTO investiga, no valor de mais de R$ 2 milhões para gastos em combustíveis da Prefeitura de Aguiarnópolis-TO, também via uma administradora de cartões, estaria beneficiando apenas os secretários municipais, vereadores e os próprios amigos do prefeito Wanderly. Para concretizar a operação, o prefeito Wanderly, inclusive, anulou uma licitação já concluída, e de valor 20% inferior,  vencida por um posto localizado a apenas 800 metros da Prefeitura. 

Conforme o narrado ao MPTO, funcionários do posto credenciado afirmam que há boatos da existência de um ‘acordo’ entre secretários municipais e o gerente do estabelecimento. Isto resultaria na emissão de notas fictícias de abastecimento. Os valores constantes nos documentos estariam sendo repassados em dinheiro em espécie a integrantes do primeiro escalão da Prefeitura de Aguiarnópolis.

Há menção ainda da existência de cartões ‘exclusivos’ para secretários municipais destinados ao abastecimento de veículos particulares. “PARA ABASTECER CARROS NÃO OFCIIAIS, ABASTECER CARROS DOS VEREADORES, CARRO DOS AMIGOS DO PREFEITO, CARROS DOS SECRETARIOS, MOTOS E VARIAS OUTRAS COISAS POIS ESSE CARTÃO NÃO PRECISA INFORMAR NADA,NÃO INFORMA PLACA, CARRO NADA”, continua a denúncia.

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

Categoria: Notícia Geral