Paulo Preto é condenado pela primeira vez na Lava Jato

O ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, foi condenado, nesta quinta-feira 28, pela primeira vez na Operação Lava Jato, a uma pena de 27 anos e oito dias, sendo os oito primeiros anos em regime fechado.

Paulo Preto foi acusado pelo Ministério Público de São Paulo de fraudar licitações e participar da formação de cartel em obras do trecho sul do Rodoanel e do Sistema Viário Metropolitano de São Paulo entre 2004 e 2015. A sentença foi dada pela juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Criminal de São Paulo. O ex-diretor da Dersa estava preso desde o dia 19, em decorrência da 60ª fase da Lava Jato.

Procurado, a defesa de Paulo Preto não se manifestou até a publicação desta reportagem.

Mais informações em instantes.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo