Blog Eudes Félix – Fatos dos Municípios - Blog Eudes Félix – O Maranhão em suas mãos

Petrópolis/RJ – O número de mortes na tragédia chegam a 120 e chuvas não cessam

Sirenes no Morro da Oficina, um dos locais mais devastados pela tempestade que destruiu parcialmente Petrópolis, voltaram a tocar na madrugada desta sexta-feira (18). Sons de alerta eram intercalados com pedidos para moradores buscarem um lugar seguro. Até a última atualização desta reportagem, não havia informações de novos deslizamentos nesta sexta.

Este é o quarto dia de buscas. O número de mortos chegou a 120, segundo o Corpo de Bombeiros. Dos 117 corpos que estavam no Instituto Médico-Legal (IML), 77 são de mulheres e 40 de homens. Desses, 20 são menores e, ao todo, 57 corpos foram identificados. Veja quem são algumas das vítimas já reconhecidas.

Nesta sexta-feira (18), o tempo permanece instável em Petrópolis. Voltou a chover forte na noite de quinta, o que fez a Defesa Civil acionar as 14 sirenes do primeiro distrito, para aviso de previsão de chuva forte na região.

Por causa do mau tempo e do terreno instável, as buscas a desaparecidos foram suspensas à noite para garantir a segurança das equipes.

Também na tarde de quinta, um novo deslizamento fez com que as autoridades retirasse as pessoas do bairro 24 de Maio. Uma moradora contou que uma barreira passou a um palmo da casa dela.

Segundo a Polícia Civil, foram feitos 116 registros de desaparecimentos, mas não se sabe quantos desses já foram encontrados.

A Delegacia de descoberta de paradeiros (DDPA) mandou quase todo seu efetivo para Petrópolis.

Quatro equipes passaram o dia fazendo uma varredura em hospitais, abrigos e escolas para identificar as pessoas desaparecidas.

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

Categoria: Notícia Geral