Prefeito queria que festa não acabasse, desacatou policiais e foi preso na Baixada Maranhense

Por desacato, o prefeito Geraldo Amorim (MDB) foi preso na madrugada de hoje, terça-feira (22) quando participava de uma festa e queria que fosse encerrada só de manhã

Achando que é o dono da cidade e acima das leis, o prefeito desacatou as autoridades policiais que pediam o fim da festa. Amorim teve voz de prisão dada pelos policiais e foi encaminhada para a Delegacia Regional de Pinheiro, onde foi lavrado o ato.

Ele assinou um termo de comparecimento e foi liberado agora cedo de manhã e retornou para Peri-Mirim.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo