Perito criminal auxiliar é preso em flagrante pela polícia quando tentava vender arma a membro de facção criminosa

O perito criminalista auxiliar Sandro Luiz Araújo de Sousa ocupa o posto no Instituto de Criminalística, segundo a polícia, há 34 anos. Ele foi preso em flagrante no bairro do Maiobão quando comercializava uma arma de grosso calibre e munição a um membro de facção criminosa, confirmaram delegados da Superintendência de Combate a Narcóticos (Senarc), responsáveis pela investigação. Ainda segundo os delegados as investigações continuam, inclusive para saber se outras negociações envolvendo armas e munições foram realizadas pelo perito, até pelo longo tempo já no ofício.

Foto: Perito Criminalista Auxiliar Sandro Luiz Araújo de Sousa

Durante a operação, a polícia apreendeu dez mil reais, o dinheiro seria utilizado para a compra da submetralhadora e munição. A pistola .40 do policial foi recolhida.

Também foi preso Joubert Cabral Sampaio, de acordo com a polícia ele é membro de uma organização criminosa, e o arsenal estava sendo adquirido para servir a facção.
As investigações seguem relacionadas ao caso, a polícia vai investigar outras possíveis negociações do perito com bandidos.
Ainda nesta quarta-feira (22), foi apresentado Carlos Eduardo Sousa Corrêa, contra ele havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas. Segundo a polícia ele praticava o crime nas áreas da Lagoa da Jansen e Litorânea e foi preso no Fórum de Justiça no bairro do Calhau.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo