SÃO LUÍS/MA – Triatleta morre durante atividade física em academia

Lélia Venâncio, de 37 anos.

Uma mulher identificada como Lélia Venâncio, de 37 anos, morreu na tarde desta quinta-feira (15) durante uma atividade física em uma academia localizada em um shopping de São Luís. De acordo com a academia, ela foi vítima de um mal súbito enquanto nadava.

O corpo de Lélia foi encaminhado para da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vinhais e deve ser encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) ainda na tarde desta quinta. Ainda não há confirmação das causas da morte. Procurados pela reportagem de O Estado, amigos e familiares preferiram não se pronunciar.

Nas redes sociais, ela exibia uma rotina de atividades físicas e participação em competições. “Amo muito tudo isso. Final de semana de treinos longos, ao lado dos amigos e com os familiares no apoio (os melhores). Seguimos firmes e unidos rumo ao nosso objetivo maior, ganhando volume e confiança”, escreveu a atleta em uma postagem no Instagram no dia 5 de fevereiro. Lélia deixa um filho chamado Miguel.

Veja, abaixo, a nota da academia sobre o caso:

A triatleta Lélia Patricia Alves Venâncio, de 37 anos, teve um mal súbito enquanto nadava na piscina da Bodytech Shopping da Ilha, em São Luís (MA). A Bodytech Company comunica que o guardião que trabalhava no momento do acontecido, prestou todo o atendimento necessário com o uso de equipamentos especiais para salvamento, entre eles o desfibrilador. A aluna foi encaminhada para a UPA do Vinhais pela ambulância do shopping, onde veio à óbito.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) informa que o Instituto de Criminalística e Medicina Legal (Icrim) que o corpo da vítima vai passar por exames, e os laudos sobre a causa da morte ficarão prontos em até 20 dias.

Veja nota na íntegra:

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), por meio do Instituto de Criminalística e Medicina Legal (Icrim), informa que o Instituto Médico Legal (IML) foi até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Vinhais para tomar as devidas providências. O corpo da vítima passará por exames de necropsia e os laudos sobre a causa da morte ficarão prontos em até 20 dias.

Ressalta-se que, no que se refere à Secretaria de Estado da Saúde (SES), a equipe médica da unidade executou todas as manobras de reanimação cardiopulmonar. A ação, no entanto, não foi suficiente para reverter o quadro.

Outras mortes durante atividades físicas:

No fim de fevereiro, dois casos de mortes durante atividades físicas foram registradas em São Luís, durante uma das etapas do concurso da Polícia Militar do Maranhão. Os candidatos Marcone Ferreira Cordeiro, de 29 anos, e Daniele Nunes da Silva, de 24 anos, passaram mal durante o teste de aptidão física (TAF) e faleceram.

Na época, em nota, a Cebraspe, empresa responsável pelos exames lamentou a morte do homem e disse que os testes para o concurso da Policia Militar possuem rigor menor que outros, de modo que os candidatos tenham as condições físicas necessárias para o cargo e que sempre disponibiliza no local dos testes, ambulâncias e médicos de plantão.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo