SÃO LUÍS/MA – Novo presidente da Caema foi condenado a devolver R$ 742 mil aos cofres públicos

O novo presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), Carlos Rogério Santos de Araújo, já é figura conhecida de gestões em São Luís.

Foi secretário adjunto de obras por seis anos – durante um mandato e meio de Jackson Lago (PDT) – e, por igual período, titular da pasta, já na gestão Tadeu Palácio (PP).

Mais recentemente, foi secretário de Trânsito e Transportes, no primeiro mandato de Edivaldo Holanda Júnior (PDT) .

Mas foi na passagem pela gestão Palácio que Carlos Rogério ficou marcado. Não por obras.

Em março de 2013, ele foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) a devolver R$ 742 mil e pagar multas nos valores de R$ 74 mil e R$ 3 mil. Os processos referiam-se aos exercícios financeiros de 2007 e 2008.

Antes disso, em 2011, Rogério foi condenado a pagar multa de R$ 10 mil por conta da desaprovação das contas da Secretaria de Obras referentes ao ano de 2005.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo