TEMER DEMITE MINISTRO DA JUSTIÇA ÀS VÉSPERAS DA DELAÇÃO DE ROCHA LOURES

Michel Temer demitiu neste domingo seu ministro da Justiça, Osmar Serraglio; a mudança ocorre em meio ao caso Rodrigo Rocha Loures, seu “homem da mala”, flagrado carregando uma mala com R$ 500 mil em espécie recebidos como propina da JBS; Rocha Loures, que era assessor especial de Temer, vinha cogitando fazer uma delação premiada e sinalizava o interesse em revelar fatos sobre a atuação de Temer no porto de Santos; segundo Ricardo Saud, delator da JBS, a propina entregue a Rocha Loures tinha como destinatário o próprio Temer; para o lugar de Serraglio, Temer nomeou Torquato Jardim, que era ministro da Transparência e terá como missão ampliar o comando sobre a Polícia Federal.

Michel Temer demitiu neste domingo seu ministro da Justiça, Osmar Serraglio, segundo informa a jornalista Andreza Matais.

A mudança ocorre em meio ao caso Rodrigo Rocha Loures, seu “homem da mala”, flagrado carregando uma mala com R$ 500 mil em espécie recebidos como propina da JBS.

Rocha Loures, que era assessor especial de Temer, vinha cogitando fazer uma delação premiada e sinalizava o interesse em revelar fatos sobre a atuação de Temer no porto de Santos.

Segundo Ricardo Saud, delator da JBS, a propina entregue a Rocha Loures tinha como destinatário o próprio Temer.

Para o lugar de Serraglio, Temer nomeou Torquato Jardim, que era ministro da Transparência e terá como missão ampliar o comando sobre a Polícia Federal

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo