Último a sair apaga a luz: Três ministros deixam o governo Temer

Apesar de ter feito um pronunciamento há pouco na televisão, anunciando que não vai renunciar ao mandato, o presidente Temer vê seu governo ilegítimo “derreter” perante a opinião pública, diante das denúncias comprovadas de que o peemedebista comprou o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, preso por corrupção.

Três ministros pernambucanos tiveram mas vergonha que Michel Temer e pediram demissão do cargo. Foram eles: Bruno Araújo (PSDB), Roberto Freire e Raul Jungmann, os dois do PPS.

No Supremo Tribunal Federal o ministro Luiz Edson, relator da Lava Jato no STF aceitou pedido do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot e vai abrir inquérito de investigação do presidente da República por obstrução da Justiça.

E mais… 

O ex-presidente Fernando Henrique, uma das poucas personagens do PSDB que ainda tem um pouco de respeito, apesar das privatizações imorais do seu governo, acha que Temer não tem mais condições de administrar o país e defendeu a sua renúncia.

Em todas as capitais e grandes cidades do Brasil estão sendo marcadas manifestações contra os escândalos dos políticos e a saída de Temer do poder.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo