Blog Eudes Félix – Fatos dos Municípios - Blog Eudes Félix – O Maranhão em suas mãos

Vale do Javari/AM – Assassino narra os detalhes da perseguição que resultou na morte de indigenista e de jornalista britânico

O pescador Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como “Pelado, que confessou ter participado dos assassinatos do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips na região do Vale do Javari, na Amazônia, revelou os detalhes do crime que chocou o mundo e expôs o desmonte da política ambiental do governo Jair Bolsonaro. 

De acordo com uma reportagem do programa Domingo Espetacular, exibido pela TV Record e que teve acesso ao vídeo da reconstituição do crime, Amarildo relatou que a perseguição à lancha na qual Bruno e Dom estavam durou cerca de 5 minutos. Jeferson da Silva Lima, vulgo “Pelado da Dinha”, teria disparado contra Bruno. Ele teria revidado aos disparos.

O indigenista, porém, foi ferido na troca de tiros e acabou perdendo o  controle da embarcação, que entrou na mata. Em seguida, Pelado e Jeferson teriam ido até a lancha e executado os dois.

Após o crime, os suspeitos teriam retirado os pertences pessoais das vítimas da embarcação e a afundaram. Ainda conforme o depoimento, os assassinos retornaram ao barco em que estavam e navegaram por cerca de duas horas levando os corpos das vítimas. Quando pararam, andaram cerca de 15 minutos no meio da floresta até chegarem ao local onde queimaram os corpos. 

No dia seguinte, porém,  e Amarildo retornaram ao local, esquartejaram os corpos e os enterraram em um buracpo que escavaram nas imediações. De acordo com o Metrópoles, “o exame médico-legal, realizado pelos peritos da PF, indica que a morte de Dom Phillips foi causada por traumatismo toracoabdominal por disparo de arma de fogo com munição típica de caça. Foram identificados “múltiplos balins” (múltiplos projéteis de arma de fogo), ocasionando lesões na região abdominal e torácica. Ele foi atingido com um tiro.

Já a morte de Bruno Pereira foi causada, segundo os peritos, por traumatismo toracoabdominal e craniano por disparos de arma de fogo com munição utilizada para caça, “que ocasionaram lesões no tórax/abdômen (2 tiros) e face/crânio (1 tiro).”

Além de Jeferson da Silva Lima, os irmãos Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como “Pelado” – que confessou o crime nesta quarta (15) –, e Oseney da Costa de Oliveira também estão presos. A polícia, porém, trabalha com a hipótese que mais cinco pessoas tenham participado do duplo homicídio. 

Continue acessando o blog EUDESFELIX.COM.BR e também pelo FACEBOOK

Categoria: Notícia Geral

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*