Violência no campo: os números vergonhosos do Maranhão

cptNesta semana a CPT – Comissão Pastoral da Terra – divulgou um balanço sobre o número de assassinatos no campo durante os meses de janeiro e novembro de 2016. O ano nem acabou, mas o número de assassinatos é o maior dos últimos 13 anos.

No total, foram 54 homicídios registrados em 2016, só superado pela marca de 2003, quando 71 pessoas foram assassinadas no campo em todo o Brasil.

De acordo com o levantamento, o Maranhão apresentou números vergonhosos, pois foi o segundo Estado onde mais assassinatos ocorreram em 2016. Só no Maranhão foram 12 assassinatos em 11 meses, ficando atrás apenas de Rondônia com 17.

A maioria das mortes foi motivada por conflitos por água ou terra. As vítimas são, principalmente, camponeses, posseiros, líderes quilombolas, indígenas e pequenos proprietários de terra. Ainda de acordo com a CPT, vários fatores explicam a violência no campo, inclusive a instabilidade política no país. A impunidade é apontada como uma das principais causas das ações violentas.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo