Começou mal: Prefeito de Paulo Ramos nomeia presas pela Polícia Federal

img-20150810-wa0064A Prefeitura de Paulo Ramos poderá ser mais uma vez alvo de investigação do Ministério Público do Maranhão (MPMA) e da Polícia Civil.

Há indícios de que esteja se formando um novo esquema de corrupção na gestão municipal. De acordo com o Diário Oficial do Município, o prefeito Deusimar Serra Silva (PCdoB), que comandará a cidade até 2020, nomeou para a Secretaria de Administração, Planejamento, Obra, Segurança e Cidadania, Vera Lúcia de Vasconcelos Silva, e para a pasta de Finanças, Delidiane Ribeiro de Moura Ferro.

paulo-ramos

Ambas foram presas durante a operação Rapina, em 2007, que foi desencadeada pela Polícia Federal.

À época, a PF também prendeu o atual prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra, que era secretário de Administração e o então gestor municipal e sogro de Deusimar, João Teixeira Noronha.

No governo de Noronha, Vera Lúcia e Delidiane exerciam a função de membro da Comissão de Licitação (CPL) e tesoureira e presidente da CPL, respectivamente.

É necessário que os Ministérios Públicos Federal e do Maranhão inicie uma investigação acerca dos fatos relatados acima.

Entenda o caso

O mega esquema de desvio de dinheiro público descoberto pela Controladoria Geral da União (CGU) em nove prefeituras do Maranhão – desmontado pela Polícia Federal na Operação Rapina – era comandado pelos donos dos escritórios de contabilidade Ecoplan-Emplan e Conpub. “Os chefes da quadrilha eram os contadores. Eles montavam todos os processos das licitações fraudulentas”, declarou na época o superintendente da PF, Gustavo Gominho, ao divulgar os nomes dos 102 presos e dos 17 acusados que ainda estavam foragidos.

Deu no Blog do Kiel Martins

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo