TEMER IGNORA JUSTIÇA E DECIDE NÃO RESPONDER A PF

Prestes a ser denunciado por corrupção, obstrução judicial e também como chefe de organização criminosa, Michel Temer decidiu não responder as 82 questões do inquérito instaurado para apurar sua participação no esquema de propinas denunciado pela JBS; no escândalo, seu ex-assessor especial Rodrigo Rocha Loures foi preso recebendo uma mala com R$ 500 mil que, segundo os delatores da empresa, era destinada a Temer; em sua “resposta”, Temer alegou que as questões formuladas pela PF extrapolam o objeto da ação; confira a lista das 82 perguntas que ele decidiu ignorar.

Prestes a ser denunciado por corrupção, obstrução judicial e também como chefe de organização criminosa, Michel Temer decidiu não responder as 82 questões do inquérito instaurado para apurar sua participação no esquema de propinas denunciado pela JBS.

No escândalo, seu ex-assessor especial Rodrigo Rocha Loures foi preso recebendo uma mala com R$ 500 mil que, segundo os delatores da empresa, era destinada a Temer.

Em sua “resposta”, Temer alegou que as questões formuladas pela PF extrapolam o objeto da ação.

“O presidente e cidadão Michael Temer está sendo alvo de um rol de abusos e de agressões aos seus direitos individuais e à sua condição de mandatário da Nação que colocam em risco a prevalência do ordenamento jurídico e do próprio Estado Democrático de Direito. O vulgo tem questionado ‘mas o que estão fazendo com o Presidente da República ?’ e os seus amigos indagam ‘por que o Michael está sendo tratado desta forma ?’”, afirma a defesa de Temer.

Fatos dos Municípios

Voltar ao topo